Anote este nome…

Goodwood. Para muitos pode não dizer nada, mas é cenário de história do esporte motor tanto quanto Indianápolis, Le Mans, Spa-Francorchamps, Silverstone, Monza ou Mônaco. É mistura de passado e presente, do que já se viu nas pistas e do que poderia ser apenas um sonho maluco. A reunião mais impressionante, glamurosa, completa, de homens e máquinas que fizeram a fazem bonito. Uma gigantesca propriedade rural, em West Sussex, a pouco mais de 100 quilômetros de Londres, que virou ponto de peregrinação para quem tem gasolina ou etanol nas veias. Oportunidade de encontrar campeões, tocá-los, descobrir que eles também se emocionam ao ver carros que nunca pilotaram, ou descobrem a emoção que é voltar no tempo ou mudar de categoria, que seja pelo espaço de uma subida da montanha.

Subida de 1.866m que é cronometrada, mas nem precisava ser. Ninguém liga para os tempos, mas para as máquinas que são sensação paradas ou em movimento. Em nenhum outro lugar do planeta é possivel juntar, no mesmo espaço, a picape Toyota Tacoma que venceu a subida de montanha de Pikes Peak (eu já falei sobre ela no blog, fruto da inventividade do engenheiro Adam Schaechter), o Peugeot 405 protótipo que também venceu nas terras altas do Colorado; o Audi R18 e-Tron Quattro que recentemente dominou as 24h de Le Mans, as Lotus 18, 49, 72 e 92, a Mercedes CLK-GTR, Eagle, Connaught e BRM que fizeram bonito na F-1 dos anos 1950 e 1960, sem contar modelos mais recentes da categoria, as Porsche 917K e 956, Jaguar XJR 11 e 12, apenas para ficar nos que andaram – e eu poderia ficar aqui até amanhã listando os que permaneceram estáticos e resumem mais de um século de corridas motorizadas, porque não há grande marca ou categoria que não esteja representada.

Caterham F1 Team/divulgação

E que tal reunir num mesmo espaço Sebastian Vettel, Stirling Moss, Emerson Fittipaldi, John Surtees, Steve Soper, Allan McNish, Alain Prost, Kenny Roberts, Derek Bell, Troy Corser, Lewis Hamilton, Heikki Kovalainen, Hannu Mikkola, Juha Kankkunen, Wayne Gardner, Jacky Ickx, Adrian Newey (sim, o próprio…), Tom Kristensen, Jackie Stewart, Mark Webber, Bjorn Waldegaard, Steve Soper, Emmanuele Pirro, Rod Millen, Klaus Ludwig, Bernd Schneider, Nico Rosberg, Tony Brooks e Richard Attwood, todos com lugar de direito em qualquer galeria de feras que se crie? Modalidades misturadas, duas ou quatro rodas, ontem e hoje.

Pena que o domingo (1º) é o último dia da vigésima edição dessa celebração do esporte, da velocidade, da coragem, do talento e da criatividade, idealizada pelo Lord March (nada a ver com a fábrica que teve Max Mosley como um dos sócios), mais novo representante de uma nobre dinastia britânica que sempre idolatrou as pistas. E se bateu a vontade de acompanhar a festa em 2013, melhor se apressar, porque os 150 mil ingressos costumam se esgotar mais rápido do que os carros e motos expostos no belo cenário…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s