Efeito da crise…?

Vem da Itália uma notícia triste para o automobilismo internacional, combinação entre os efeitos da crise e a inflação de categorias de formação ocupando um mesmo espaço, sem que haja pilotos para tanto. Depois de quase meio século, a CSAI, órgão máximo do esporte sobre quatro rodas na terra da bota, confirmou que não será disputado em 2013 o Italiano de F-3. Passada uma tentativa de ressurreição em 2009 e 2010, os grids nos últimos anos foram magros, esquálidos e nem mesmo a oferta de um teste com a Ferrari ao campeão sensibilizou mais gente. A ideia inicial era manter os chassis 2008 (já há uma geração mais nova acelerando por outras bandas) e os motores FPT,  mesmo que sem o nome da Fiat, mas mais baratos que os VW, Nissan e Mercedes usados em outros campeonatos.

E pensar que estamos falando da terra da Dallara, que praticamente monopoliza os grids pelo mundo. E de um campeonato que revelou Alboreto, Pirro, Capello, Zanardi, Jacques Villeneuve, De Angelis, Capelli, Larini, Patrese, Modena, Morbidelli, Tarquini e Giovanardi, só para ficar em alguns nomes que foram adiante na ladeira da velocidade. Justamente num momento em que Gerhard Berger foi encarregado pela FIA de dar nova linfa à categoria em todo o planeta – os campeonatos francês e alemão já haviam sido extintos, o inglês vive momento delicado… Nada bom…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s