E se a Honda…

Que os engenheiros da Honda se divertem em Tochigi, onde está o centro de pesquisa e desenvolvimento da marca e a sede do HRC, transformando em realidade o estudo de um V6 turbo 1.600cc para voltar à F-1 é fato. E que a McLaren tem tudo para ser a parceira privilegiada dos nipônicos, revivendo uma era que durou de 1988 a 1992, também é quase certo – é daqueles segredos que só depende da confirmação oficial para se concretizar, o que é questão de tempo. E segundo as especulações do paddock, seria algo para 2015, não para o ano que vem, quando os atuais V8 terão uma aposentadoria merecida, ou vão ganhar outro uso…

Daí que este que vos escreve juntou uma coisa à outra e pôs-se a imaginar: que tal usar a Marussia, que é parceira da McLaren e não tem motor certo para a próxima temporada (é a última a insistir com os Cosworth e a lendária fábrica britânica não encarou o novo desafios) como cobaia, tal como foi feito com a nanica Spirit de 1983 a 1985 – Emerson Fittipaldi chegou a testar a bagaça branca. Que o aprendizado deu resultados nem é preciso dizer – Senna, Piquet e Prost não vão me desmentir. Seria um ano sem responsabilidades, andando no fim do grid e diante dos inevitáveis problemas de juventude de um novo propulsor, não faria mal à gigante japonesa. Delírio de uma tarde de outono ou algo digno de se tornar realidade…? Esperemos…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s