Correr para perder… e aprender…

Já viu alguém, em plena posse de suas faculdades mentais, entrar numa corrida consciente de que vai perder (ou, por outro ponto de vista, que só graças a um milagre será possível brigar por alguma coisa)? Se não viu, acompanhe domingo as 6h de Spa-Francorchamps, segunda etapa do Mundial de Endurance. Semana passada eu comentei o desenvolvimento de uma versão de traseira alongada (Langheck) da Audi R18 e-Tron Quattro para as 24h de Le Mans, com direito a foto, que aproveito para repetir.

Pois não satisfeita em usar os testes extraoficiais no circuito da Sarthe para preparar sua nova criatura, a marca dos aneis resolveu alinhá-la na Bélgica, ao lado dos dois modelos ditos convencionais que disputam toda a temporada do Mundial. Como Spa não é Le Mans e, apesar da média elevada de velocidade, não tem retas tão longas que premiem do mesmo modo a eficiência aerodinâmica, Lucas di Grassi, Oliver Jarvis e Marc Gené terão a missão de observar, simular, avaliar e vão alimentar os computadores nos boxes com uma montanha de dados. Se por um acaso os dois “irmãos” enfrentarem problemas, ou a estratégia ajudar, de repente é até possível pensar nalguma coisa que não seja um quinto lugar (são duas Toyota TS030 Hy também na brincadeira…).

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s