Rock do afrodescentente amalucado…

Ok, teremos novamente um campeonato de endurance único nos Estados Unidos, o bom senso prevaleceu depois de uma divisão que enfraqueceu os dois lados, mas a tarefa de transformar a teoria em prática poderia ter sido melhor executado. Dia desses me peguei simulando um possível grid para as corridas de 2014 com base nos rumores e confirmações e cheguei a 54 máquinas, divididas nas categorias LMP2/DP, LMPC, GTLM e GTD. Números bastante interessantes, superiores a qualquer coisa que se fez nas temporadas recentes, mas…

Mas… os organizadores do United SportsCar Championship (USCC) resolveram pôr um freio no otimismo e estabeleceram limites para as classes. Os protótipos não poderão ser mais do que 20, e a minha listinha já está em 23. Os LMPC (protótipos Oreca-Chevrolet V8) serão 10, o que praticamente impede qualquer novo time além dos já anunciados. Para os GTLM (equivalentes aos GT2), o teto será de 19, no Virginia International Raceway, mas a média de 12. E os GTD (de Daytona) ficarão entre 19 e 21, dependendo do circuito.

Para tentar contornar o problema, o USCC vai apelar para provas em que apenas algumas classes vão acelerar (caso de Long Beach, só com os LMP2/DP e GTLM), Detroit (LMP2/DP e GTD) e Mosport, em que os LMPC ficarão de fora, além de etapas com grids divididos. No mínimo ficou bagunçado. Especialmente considerando que em Daytona já houve grids batendo alegremente nas sete dezenas… É esperar pra ver…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s