Vai ter autódromo em Curvelo sim… aliás, já está a caminho…

Quem acompanhou pelo blog, ou nas matérias publicadas no Estado de Minas a saga do Autódromo Internacional de Curvelo pode ter achado que a iniciativa se transformou em mais um projeto cheio de boas intenções, mas sem resultado prático. Bem verdade que nos últimos meses imperou o silêncio sobre o assunto, e é mais fácil associá-lo à falta de novidades. Mas novidades houve, e muitas. E, por um caminho algo diferente do original, é possível garantir que haverá pista já em 2015, no mínimo cumprindo os requisitos de segurança das federações internacionais de Automobilismo e Motociclismo, sem as quais nenhuma pista é homologada para receber nem corrida de rolimã.

Pois eis que havia um terreno na cidade mineira, e neste terreno surgiu um primeiro desenho de traçado, e para ele foi estabelecida parceria com o Governo do Estado, abrindo o caminho para eventuais financiamentos e suporte técnico. Por outro lado, na mesma cidade, surgiu a perspectiva de fazer algo semelhante em outro local, mais próximo da área urbana. Já havia o terreno comprado, os primeiros estudos feitos e as negociações com as autoridades encaminhadas.

Felizmente, e ao contrário do que costuma acontecer em casos do tipo, optou-se por juntar as forças, trazer o que de bom havia de um lado e de outro. Unido, o grupo começou a trabalhar mineiramente nesta nova área, bem mais preparada para receber um empreendimento deste porte. Fez-se uma primeira terraplenagem e já há, ainda na terra, o desenho do circuito. Do circuito não, do Circuito dos Cristais, como será conhecido, valorizando uma das grandes riquezas locais.

E já se vai o projeto tão adiantado (considerando-se os prazos e limitações do anterior) que não só a Prefeitura deu seu aval, como as licenças devidas foram obtidas – inclusive para a criação de um condomínio no entorno, que dará aos proprietários/cotistas o direito de usufruir da pista e também com ela lucrar. Ainda não posso dizer quem, mas um nome de peso, bastante conhecido, entrou na parceria com o fornecimento das máquinas que vão “atacar” a terra e dotá-la das condições de drenagem, proteção, contenção e tudo mais. Sem contar que já está pronta a análise e a composição do asfalto para as condições locais, e agora é bem mais uma questão de as chuvas permitirem ou não o que determinará quando as camadas asfálticas terão sido postas.

 

Não é para passar o carro na frente dos bois e sonhar com corridas nacionais ou internacionais já no ano que vem, que há toda uma infraestrutura adjacente ainda por tirar do papel – boxes, torre de cronometragem, estacionamentos, paddock, áreas de convivência e por aí vai. Mas desta vez a coisa anda, e todos ganharemos um espaço com possibilidade de provas de motocross, enduro, rali, ralicross, mountain bike, além, lógico, das que ocuparão o espaço mais precioso do complexo. Nada gigantesco, ou faraônico, mas funcional, adequado, pronto. E o blog retoma a torcida e a confiança demonstrada desde o início, quando não parecia mais do que uma maluquice, mas que foi conquistando “malucos” que acreditaram pelo caminho, e está muito mais próximo de sair do que se imaginava. Antes assim…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s