Guia F-1 2015: a maturidade…

Fui me dar conta ano passado, ao lembrar de quando passei a ter a tarefa de apresentar a temporada da Fórmula 1 para o Estado de Minas. E descobri, entre surpreso e impressionado, que era o 17º ano consecutivo. Ou seja, o trabalho está chegando à maturidade. Quando começou, o desafio era separar foto por foto em negativo, papel, ou mesmo reproduzindo carinhas e capacetes das revistas especializadas, já que a internet apenas balbuciava. Muita coisa se passou, ninguém do começo segue na categoria até hoje (na pista, pelo menos), e por este período os motores perderam cilindros (e cilindrada cúbica), ganharam turbina e sistemas de recuperação de energia cinética. Os pneus eram lisos, ganharam sulcos e voltaram a ser lisos. E houve dois certos alemães que, juntos, levaram a exata metade dos títulos disputados no período. Contado isso, deixo o leitor com as páginas deste ano, feitas com a paixão e o empenho de sempre, que este nunca envelhece, felizmente…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s