Retrato da temporada (Coluna Sexta Marcha – GP da China)

*** Ok, quem viu não gostou, e quem não viu não perdeu. Então é o caso de conjecturar o que pode ser da temporada considerando os três primeiros GPs do ano. Houve quem dissesse que o de Xangai foi o pior de todos os tempos e, embora eu não vá tão longe, admito que esteve longe de ser emocionante ou sensacional. E na coluna, publicada nas edições impressa e digital do Estado de Minas, comento sobre o que pode fazer o campeonato se animar algo mais, que desse jeito não vai ter a menor graça…

Retrato da temporada Que o amigo leitor não se engane, mas a perspectiva de emoção na temporada do ano da graça de 2015 do Mundial de Fórmula 1 dependerá de dois fatores: temperatura e pneus. Não que eu tenha poder de prever o futuro, mas estava claro que a vitória de Sebastian Vettel na Malásia, por mais justa que tenha sido, se deveu a um conjunto de circunstâncias. Se elas se repetirem ao longo do campeonato, então teremos uma disputa entre Mercedes e Ferrari. Do contrário, é esperar por uma dominação prateada ainda mais forte que a de 2014, considerando-se que rival, por enquanto, é apenas uma, vermelha e com o Cavallino Rampante.

Voltando a Sepang para entender o que vem pela frente, o SF15T, de Vettel e Räikkönen, é gentil com os pneus e depende de mais tempo para aquecê-los. Bom em condições de corrida, menos na qualificação, em que o desafio é atingir a temperatura ideal o mais rápido possível. E terá vantagem quando, e se, forem usados os compostos mais duros do lote, tal como no GP malaio.

O que joga a batata quente para a Pirelli, que não pode pensar apenas no espetáculo, mas tem que se resguardar de falhas e incidentes “a la” Inglaterra’2013. E os sino-italianos (sim, a fábrica foi vendida para um conglomerado da terra da prova de domingo) gastam os tubos fazendo testes e simulações para determinar a melhor combinação para cada tipo de asfalto e tempo. Basta o circo retornar à Europa e voltam os pneus de banda vermelha, que vão dar asas não à Red Bull, mas a Mercedes.

E a capacidade de reação do novo comando do time de Maranello é louvável, mas não custa lembrar que as especificações dos motores estão congeladas, e que o salto esperado para diminuir o abismo que o separa das Flechas de Prata é imenso, e dificilmente os comandados de Toto Wolff aceitarão passivos uma reação, mesmo porque têm estrutura maior.

Não quer dizer que teremos apenas corridas sonolentas como a de Xangai (não, desta vez eu não dormi), mas será o caso de ressucitar a velha torcida pela ajuda celeste, em forma de gotas de chuva; ou contar com um acirramento da rivalidade Hamilton x Rosberg – fora da pista a troca de amabilidades voltou. E é curioso como, mais do que nunca, as escuderias têm andado em dupla. É Williams contra Williams, Force India contra Force India, e por aí vai. Se o desempenho dos carros for o limite para a performance de cada um, fica ainda mais difícil. Apesar de que foi o duelo entre os prateados que fez do GP do Barein do ano passado um dos mais sensacionais da história. Veremos roteiro semelhante domingo em Sakhir?

Pastelão Quando os dois lances mais marcantes das corridas são um invasor que resolve atravessar a pista nos treinos de sexta-feira e uma meia-dúzia de fiscais desesperados tentando tirar a Toro Rosso de Max Verstappen da reta dos boxes para impedir o fim do GP sob regime de safety car, é sinal de que tem algo muito errado.

Brasileiros Felipe Massa à frente de Valtteri Bottas é o que se espera para todo ano – e tomara que o campeonato do brasileiro tenha duas boas metades. E Nasr pontuando deve ser cena constante por enquanto, menos ao longo do ano, quando a Sauber começar a pagar pela falta de dinheiro para desenvolver o carro. De todo modo, já está ótimo.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s