Daytona e a imprensa…

As 24h de Daytona correm soltas – e aqui vai um serviço de utilidade pública para quem quer acompanhar o restante da maratona na íntegra, sem desrespeitar os direitos de transmissão de ninguém, basta conectar no http://www.0157.org/radiolemans2/imsa-live-video-stream/. E em cinco horas de corrida já tem histórias interessantes para contar.

  • Como a ordem é fazer o máximo com o mínimo sempre, a IMSA, organizadora do WeatherTech Championship, não pensou duas vezes. Se durante a madrugada é ela quem exibe as imagens em seu site (no restante do tempo os direitos são da Fox, que lá passa mais do que aqui), a direção de imagens se vale de uma só câmera. Sim, você leu bem. A revista Racer revelou inclusive quem é o “sortudo” operador que vai cumprir jornada de um dia inteiro, Ray Weasel Jr, já conhecido como Rooftop Ray, por ter posto de trabalho no teto do prédio principal do Speedway. No restante do tempo, Ray terá a companhia de alguns colegas, além, é claro, das câmeras onboard.
  • E por falar em imprensa, a equipe da Radio Le Mans, que nada mais é que o apaixonado grupo de craques britânicos à frente também do site Dailysportscar, também acompanha a prova em tempo integral e, embora bastante querida pelos pilotos e equipes, pode ganhar algumas inimizades. É que, por contar com várias imagens do circuito, eles “revelaram”, no ar, algumas irregularidades cometidas ao longo da prova, que, do contrário, passariam despercebidas pelos comissários. E renderam punição.
  • A se lamentar apenas, falando em comissários, o comportamento absurdo que por pouco não acabou em tragédia, quando o LMPC da equipe Starworks parou no meio da trajetória da curva 1, a freada mais forte do circuito. Uma bandeira amarela modesta, os spotters informaram como puderam, mas o Deltawing comandado por Andy Meyrick não escapou de uma pancada em cheio. Uma pena, especialmente porque o carro hoje mantido e desenvolvido por Don Panoz, com sua forma e desenho incomuns (e pensar que a Nissan era parceira e resolveu apostar no próprio projeto, que se mostrou fracassado) liderou boa parte das primeiras horas, com Katherine Legge e dava sinais de que terminaria no pelotão da frente… Carreras son carreras, já disse um certo Juan Manuel Fangio. Pior é que depois a neutralização total da prova aconteceu, tarde demais…
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s