F-Thunder 5000: os bons tempos estão de volta?

Não é do meu tempo, embora eu tenha nascido quando a categoria vivia seu auge, mas houve um período em que o automobilismo era mais democrático e a turma boa de braço não tinha apenas a F-1 como opção – bastava contar com um V8 de cinco litros montado no chassi e tinha-se a F-5000, que era popular e animada nos EUA, Austrália/Nova Zelândia e alguns países europeus, como a Inglaterra. Fabricantes como March, Chevron e Lola enchiam os bolsos vendendo carros, enquanto pilotos como George Follmer, Jody Scheckter, Vern Schuppan, Mike Hailwood, James Hunt, Brian Redman, Bobby Unser e Alan Jones batiam rodas pelo mundo, atraídos, em boa parte, pelos polpudos prêmios em dinheiro. A Tasman Series, na Oceania, mantinha a turma em ação enquanto o inverno europeu impedia qualquer treino ou corrida. Isso até 1982, quando a categoria começou a dar lugar à F-Atlantic.

Pois 35 anos depois a proposta daqueles tempos está de volta, embora sem pretensões de grandeza. Ex-piloto de turismo, o australiano Chris Lambden resolveu conceber uma versão atualizada da F-5000, a Formula Thunder FT5000, e não teve muita dificuldade. Adquiriu os direitos de fabricação dos chassis Swift usados até há poucos anos na F-Nippon (hoje Superformula), robustos o suficiente para aguentar cavalaria de sobra. Desenvolveu um V8 de origem Ford com os cinco litros de praxe e cerca de 570cv. E fez questão de manter duas das principais características dos carros originais: os largos pneus traseiros e a imensa tomada de ar vertical, sobre a cabeça do piloto. Aderência aerodinâmica suficiente, aderência mecânica absurda e custos de manutenção e operação contidos fazem parte do pacote.

O primeiro protótipo tem feito uma série de testes e exibições e a ideia de Lambden, que prefere avançar sem atropelos, é criar um primeiro campeonato para a temporada 2017/2018, novamente aproveitando a entressafra europeia. Alguns times históricos, como o Birrana, já garantiram participação. Com o visual caprichado que faz reviver tempos de glória, todo o ronco típico de um V8 e um pacote que promete exigir talento e coragem em tamanho XL para render tudo o que pode, tem tudo para ser um sucesso. Tomara…

thunder

thunder1

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s