A história de uma zebra impressionante (WRC – Rally da Suécia)

Jari-Matti Latvala (FIN) competes during the FIA World Rally Championship 2017 in Torsby, Sweden on February 12, 2017

Aí a Toyota vence uma etapa do Mundial de Rally (o WRC) depois de 17 anos, com o finlandês Jari-Matti Latvala, na neve da Suécia e eu digo que foi uma zebra monstruosa, impressionante. “Enlouqueceu, Rodrigo?”, você há de pensar, considerando que estamos falando do segundo maior fabricante de automóveis do planeta (sim, a VW tomou a ponta ano passado, com Dieselgate e tudo). “Os caras foram campeões mundiais de Endurance há três anos, não entram em nada para perder”, você há de prosseguir. Só que o resultado de domingo, guardadas as devidas proporções, foi tão inesperado quanto seria no circo – vamos lembrar que foram 139 GPs, com três poles e três voltas mais rápidas como saldo decepcionante do investimento monstruoso.

Ok, os japoneses sabem como fazer no Rally, foram campeões com Kankkunen, Auriol e Sainz, mas não é esse o caso. Veja como a Renault apanha na volta à F-1 – bastou ficar alguns anos fora e o ritmo da evolução atropela quem vê de fora. Ford (M-Sport), Citroën e Hyundai estavam participando da brincadeira, sabiam de cada detalhe da logística e da engenharia, mesmo tendo os carros mudado radicalmente para essa temporada.

E aí entra uma parte da história que você talvez não conheça. Existe, em Colônia, desde os tempos anteriores do Rally, o TMG, que é o centro de motorsport dos nipônicos para o resto do mundo, onde eram concebidos os F-1 e são os LMP1. Quando Akio Toyoda-san, que é o dono do brinquedo, deu a entender que gostaria de voltar para as estradas abertas, os engenheiros do centro alemão desenvolveram um protótipo do Yaris 4×4, que rodou meia Europa em testes durante 2015.

Só que Toyoda-san se encantou com a proposta do finlandês Tommi Makinen (sim, um monstro, tetracampeão mundial) e resolveu entregar à TMR (neste caso, sigla de Tommi Makinen Racing) a missão de comandar o “Team Gazoo Racing”, como agora se chamam todas as equipes de competição globais da Toyota. Ao longo do ano passado ele precisou criar novas instalações, recrutou um grupo de técnicos encabeçado pelo inglês Michael Zotos, o dispensou e resolveu entregar a missão a um grupo de especialistas de menor expressão (mas com certeza competentes). Isso enquanto todos se perguntavam por uma imagem do carro, queriam saber a que ponto a coisa andava, sem sucesso. Parecia o primeiro passo rumo ao fracasso, tanto mais que Makinen só queria contar com compatriotas entre os pilotos.

Mas o carro ficou pronto, foi possível angariar patrocínios como os de Panasonic, Microsoft e DMG Mori (a mesma fábrica de equipamentos de precisão que ajuda a bancar a Porsche na endurance). Mais testes, equipe definida, hora de ir à luta, que as provas são melhores do que qualquer teste para avaliar o nível de preparação. E se em termos de desempenho era de se esperar que o Yaris ficasse devendo pouco para I20, Fiesta e C3 (alguns décimos de segundo por quilômetro, coisa normal no começo), a confiabilidade era a grande dúvida.

Pois enquanto Thierry Neuville jogou fora duas vitórias com seu Hyundai, Latvala foi ao pódio em Mônaco e hoje está na invejável condição de líder do Mundial com um carro concebido em um ano e apenas em fase inicial de desenvolvimento, que encarou com sucesso as traiçoeiras estradas nevadas suecas (e os bancos de neve que costumam esconder pedras e arbustos fora da trajetória). Quer dizer que o domínio vai se manter quando o calendário entrar em provas “normais”, como Portugal, Córsica ou Sardenha (o México não conta devido à altitude)? Prematuro dizer. Mas surpreendente de todo o modo. Tivesse sido assim no circo (em que se gastou milhões com o fanfarrão Mike Gascoyne) e a história certamente seria outra. Entendeu por que da zebra?

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s