Force India VJM10: começou a surgir coisa nova…

O time de melhor custo-benefício do Mundial de Fórmula 1, acostumado a tirar uma fábrica de limonada de um limão, com um proprietário que não pode deixar a Grã-Bretanha ou vai ter que ajustar as contas com a justiça indiana, foi o quarto a mostrar sua máquina para o Mundial de Fórmula 1’2017 (o segundo com um lançamento propriamente dito, não apenas imagens). E se os planos de fazer ainda melhor do que o ano passado, quando Sergio Perez e Nico Hulkenberg levaram a escuderia a um festejadíssimo quarto lugar no Mundial de Construtores, parecem muito ousados (vejamos o que fará o garoto-prodígio Esteban Ocon), não dá para dizer que Andy Green e seus comandados não tentaram inventar moda.

A Force India VJM10 finalmente perdeu aquele ar de descendente direta das antecessoras (nesse caso, por necessidade das novas regras) e começa a mostrar que alguns projetistas resolveram optar por caminhos diferentes. Que tal o desenho do bico que, apesar da possibilidade de um “vanity panel” (uma cobertura para esconder o degrau entre o chassi e a dianteira), mantém o ressalto? E da posição do elemento superior da suspensão, colocada, com o perdão da redundância, o mais alto possível? A ordem, pelo visto, é liberar o fluxo de ar na parte inferior, trabalhando em conjunto com a asa, as fissuras do próprio bico e os defletores laterais, que voltam a ter dimensões maiores.

A entrada de ar bipartida, pelo visto, será componente obrigatório entre os modelos da nova geração, assim como a barbatana de tubarão. Mesmo nela, no entanto, há novidade: se Williams, Sauber e Renault optaram por recortá-la junto ao aerofólio traseiro, Green optou por um paredão que, até onde consta, não está ali para dar maior visibilidade a patrocinador. O desenho da traseira não foge muito do que já havia sido visto e do que permite a disposição dos componentes da unidade de potência “by Mercedes”. Se o projetista e seus comandados conseguiram fazer do VJM10 um carro capaz de se adaptar com tanta facilidade às mudanças de acerto e de economizar pneus, aí sim pode ser o caso de Red Bull e Ferrari começarem a colocar as barbas de molho, ao menos de vez em quando…

c5rni8xweamt_av-jpg-large c5ropm7wqaaxmiy-jpg-large

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s